fbpx

como recuperar a autoestima com um tratamento psicológico 

 

No post de hoje vamos falar sobre a baixa autoestima e como um acompanhamento psicológico pode ajudar a diminuir ou sanar esse problema que afeta tantas pessoas.

Autoestima trata-se do termo relacionado ao grau de confiança e valor que uma pessoa sente a respeito de si, sendo que esse sentimento pode ser alto ou baixo. Quando a autoestima de uma pessoa diminui, pode gerar uma influência negativa no seu bem-estar.

Pessoas com autoestima elevada, em geral se sentem bem consigo mesmas e com seu progresso ao longo da vida. Por outro lado, as pessoas com baixa autoestima, em geral, enfrentam um sentimento de insegurança, vergonha e insatisfação, seja em relação à sua forma física, aos tipos de relacionamentos que atrai, à sua posição na sociedade ou outro motivo que afete a sua visão interna sobre si mesmas.

Por conta disso, elas costumam gastar muito tempo se criticando e alimentando crenças negativas.  Além disso, muitas vezes passam a se comparar com os outros, colocando-se sempre em julgamento de inferioridade em relação às outras pessoas. 

O ciclo de autocrítica pode minar a alegria de viver, causar tristeza e profunda insatisfação. 

Essas atitudes desencadeadas pela baixa autoestima, geram sintomas de várias condições desfavoráveis à saúde mental, tais como, ansiedade e depressão. E, além disso podem desencadear em alguns casos, até mesmo problemas físicos.

Fatores que podem causar a baixa autoestima

Muitos fatores podem levar à baixa autoestima, sendo que abaixo cito apenas alguns:

  • Insatisfação com a forma física
  • Bullying
  • Problemas relacionados ao gênero e sexualidade
  • Estado de saúde mental
  • Status socioeconômico
  • Preconceitos sofridos
  • Problemas nos relacionamentos interpessoais
  • Entre outros

Mas afinal, como elevar a autoestima?

A partir do momento em que a pessoa reconhece que se sente acometido por esse problema, e sente que precisa tomar uma atitude, passa a buscar por soluções. 

Uma das formas mais eficazes e comuns para resolver os problemas relacionados à baixa autoestima, é a busca por um apoio psicológico, como a psicoterapia, por exemplo.

O psicólogo tende, nesse contexto, a exercer um papel de extrema importância no apoio e tratamento adequado, podendo ajudar a pessoa a lidar com suas emoções subjacentes à baixa autoestima. E sobretudo identificando e melhorando padrões comportamentais, trabalhando na mudanças das crenças internas.

Com o tempo e o trabalho junto ao psicólogo, é possível desenvolver um relacionamento saudável consigo mesmo, para que se possa viver uma vida mais plena, segura e feliz. 

Gostou do post de hoje? Compartilhe. Deixe seu comentário.

Por Fabiana Alonso – Psicóloga

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Share This

COMPARTILHE